A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach

sábado, 17 de dezembro de 2011

Ferrari 500 - 1952/53 - II

Por esses retrovisores Ciccio viu seus adversários em 1952/53.
Alberto "Ciccio"Ascari, campeão do mundo de Formula Um 1952/53.Ferrari 500 F2.
Piero Taruffi, a primeira vitória no mundial de 1952 no GP de Berna na Suiça.
André Simon, Nino Farina e Taruffi GP da Itália 1952 em Monza.

Os dois primeiros anos da Formula Um foram dominados pelas Alfa Romeo, em 1950 por Nino Farina e 51 por Juan Manuel Fangio. As Alfas com seus motores de 1.500 cc com compressores chegaram ao final de 51 com 410 hp. Nessas duas temporadas era comum carros de Formula Dois completarem o grid de largada, mas para temporada de 1952 a CSI orgão regulamentador da FIA resolveu que os dois campeonatos seguintes seriam corridos com os carros da Formula Dois, medo das Mercedes Benz, vontade de tornar a categoria viavel a uma maior quantidade de equipes? Não se sabe, o certo é que a Ferrari já tinha pronto o carro para os dois anos seguintes. A FERRAI 500 F2.
Ela e Alberto "Ciccio" Ascari formaram uma dupla invencível, com dez vitórias em quatorze corridas dos mundiais de 52 e 53.
GP da Suiça 1953, Ciccio toma a ponta para mais uma vitória.Seria sua ultima com com a 500.
GP da Holanda 1953, mais uma vitória de Ciccio.

Seu motor de quatro cilindros em linha tinha 1.984,85 cc, duplo comando de válvulas no cabeçote, duas velas por cilindro e rendia 185 hp à 7.500 rpm.



Motor dianteiro, longitudinal, 4 cilindros em linha
Diâmetro x curso 90 x 78 mm
Cilindrada unitária 496,21 cm3
Cilindrada total 1984,85 cm3
Taxa de compressão 13 : 1
Potencia máxima 185 CV a 7500 giri/min
Potencia especifica 93 CV/l~
2 válvulas per cilindro
Alimentação 2 carburadores Weber 50 DCO
2 velas por cilindro - dupla alumage
Lubrificação carter seco
Ficção multidisco

Chassi
Tubular em aço
Suspensão anterior independente, quadrilátero transversal, bandeja inferior transversal, amortecedores hidráulicos
Suspensão traseira De Dion, dupla ponte, balança transversal,amortecedores hidráulicos
Freios a tambor
Cambio 4 marchas + RM
Direção eixo sem fim e setor
Reservatório de combustível 150 litros
Pneus dianteiros 5.25 x 16
Pneus traseiros 5.50 x 16
Carroceria
Tipo monoposto F2

Distancia entre eixos 2160 mm
Bitola dianteira 1270 mm
Bitola traseira 1250 mm

Peso 560 kg

Velocidade máxima 260 km/h

Meu amigo Henrique Mércio o Caranguejo, conta um pouco da carreira desse grande campeão Alberto Ascari no post "O HOMEM DO "CASCO"AZUL".

 

7 comentários:

  1. Esses posts históricos são uma maravilha!

    Valeu

    ResponderExcluir
  2. Fabiani C Gargioni #2717 de dezembro de 2011 14:34

    Grande Rui,quero agradecer mais uma vez por mais esta aula do Caranguejo,fico "bobo" em saber que uns motores pequenos e tão antigos já rendessem tanto,show de roda!!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Humberto e Fabiani.
    Onde anda vc Fabiani!?

    ResponderExcluir
  4. Hermoso post, esa foto del volante bien grande es para colocarla en un cuadro.
    Excelente!
    Abrazos!

    ResponderExcluir
  5. Lindo post Rui.
    Não só pelas FERRARIS, mas mostra bem o automobilismo verdadeiro, e os valentes pilotos de verdade.
    Romeu

    ResponderExcluir
  6. Belo post.

    As fotos estão sensacionais.

    Ferrari é Ferrari. Scusi Ragazzi!!!

    ResponderExcluir

Os comentários serão aprovados por mim assim que possível, para aqueles que não possuam blogs favor usar a opção anonimo na escolha de identidade. Obrigado por sua visita, ela é muito importante para nós.

Rui Amaral Jr