A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Paulo Buso

Na semana passada minha amiga Graziela mostrou aqui um texto do Ari Moro noticiando o falecimento de Celestino Jacó Buso o Panseca. Abaixo um post de 28 de Julho de 2009 onde o Ari conta um pouco da história da família Buso mostrando Paulo um dos irmãos.

Aos meus amigos Ari Moro e Nelson Marques da Rocha, testemunhas dessa época maravilhosa meu muito obrigado, carinho e amizade. Com eles a Graziela e eu podemos conhecer e mostrar a todos muito sobre esses grandes pilotos que escreveram páginas tão belas de nosso automobilismo. 


Rui Amaral Jr

    

CHEIRO DE CANO DE ESCAPE

Recebi do jornalista Ari Moro alguns exemplares do jornal " CHEIRO DE CANO DE ESCAPE " excelente , lá ele escreve sobre diversos assuntos , antigomodelismo , aeromodelismo ,motociclismo , enfim um jornal completo onde ele mostrava toda sua competência .

Neste artigo ele mostra a "carreteira " de Paulo Buso , vencedora da prova Centenário de Curitiba , vencida por ele em sua corrida de estreia em 11 de Outubro de 1953 .

Sua carreteira Ford era equipada com um motor Mercury 1951 , com coletor para três carburadores , tampa de válvulas Edelbrook , cambio de três marchas e diferencial do Lincolmn Zephyr , totalmente rebaixada . Para esta corrida levava como co-piloto Reinaldo Tomasi cujo apelido era " Chupa Ovo ".

Eis o relato da corrida de Paulo Buso feito para o jornalista Ari Moro .
" Larguei em ultimo lugar , mas , depois de 8 voltas já estava alcançando os ponteiros , que eram Aroldo , Perereca , Chico Saide e Argemiro Preto , este correndo com um Cadillac 1940 cupê . Mais umas voltas e peguei a ponta para não deixa-la mais , vencendo a corrida . Um dos meus trunfos era que , eu ultrapassava os demais competidores nas curvas ,pois sabia faze-las melhor . Sempre ultrapassava-os por dentro . Lembro-me que era uma tarde de muito sol e publico numeroso . Quem deu a bandeirada de chegada foi Anfrísio Siqueira , responsável pela comissão de corridas do Automóvel Clube do Paraná . Como vencedor da Copa Centenário , recebi prémio em dinheiro , medalha e um diploma , este entregue pelo então Governador Bento Munhoz da Rocha Neto "
Ari completa , O diploma recebido do Governador , que Buso ostenta com orgulho , diz o seguinte , inclusive acrescentando um "s" ao seu sobrenome : " Automóvel Clube do Paraná - Outorgado Sr Paulo Busso , que com automóvel marca Ford obteve a primeira colocação na prova Centenário do Paraná , realizada em 11 de Outubro de 1953 . Curitiba 12 de Outubro de 1953 ." O documento é assinado por Alceu Cominese- Presidente- , e Luiz Gastão Cominese - Secretário daquela instituição .
Caro Ari , não tenho palavras para agradecer a você esta bela página do automobilismo Paranaense e Brasileiro que você mostrou com tanto carinho e competência . Obrigado .
P.S. Paulo Buso faleceu em Fevereiro de 2005 , sua filha Miriam Buso guarda com carinho sua carreteira .

6 comentários:

  1. danilo kravchychyn20 de julho de 2011 13:48

    Rui,

    A história das carreteiras paranaenses começa a ser desvendada graças ao Ari e Nelson, aos textos da Graziela e ao seu blog.

    Cada relato remete a uma época que não vivemos, mas nem por isso deixamos de curtir e até dá para sentir no ar o cheiro da gasolina e da borracha dos pneus marcando o asfalto e os paralelepípedos...

    A todos o meu muito obrigado.

    Abraço,

    Danilo Kravchychyn
    Ponta Grossa - PR

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Francis e Danilo, na barra lateral em MARCADORES tem muitas histórias de carreteras, lá com muito material do o Nelson e do Ari que mostrei, muito desses "malucos" que marcaram nosso imaginário. Na barra lateral também onde está uma foto do Orlando Menegaz muitos posts sobre elas.
    O Alicatão da Poeira babou!rsrsrs

    Um forte abraço aos dois.

    Rui

    ResponderExcluir
  3. Fabiani C Gargioni #2720 de julho de 2011 19:09

    Grande Rui,não me canso de dizer que elas tem ALMA,como disse o ALICATÃO da poeira:SENSACIONAL!!!

    ResponderExcluir
  4. Caro amigo Rui,
    nós é que te agradecemos em dividir estas grandes histórias com teus assíduos leitores! Através do "Histórias Que Vivemos"
    estreitamos amizades e outras muitas fizemos.
    Nossos queridos amigos Antônio e Léo Ranzolin (filhos do saudoso exímio piloto de carretera Ernesto Ranzolin) com suas famílias nos acompanham nos EUA nos dá mais vontade de irmos em busca de novos relatos das grande corridas de carretera aqui sul do Brasil.
    Um grande abraço,
    Graziela

    ResponderExcluir
  5. Fabiani C Gargioni #2723 de julho de 2011 17:14

    Grande Rui,meu pai contou que o Sr Ernesto correu as 3hrs de Lages em dupla com o seu sobrinho Ivan Ranzolin(deputado estadual em S.C).Na categoria deles o meu tio Bruno Gargioni tirou três voltas do terceiro e ganhou a prova com um fusca de numeral 7 e dos nossos primos Gabriel e Avelino Gargioni com um fusca de numeral 57 que correram todos na mesma equipe,os fuscas eram preparados pelo Sr João Suiter,como diz meu pai,êta tempo bom!!!

    ResponderExcluir

Os comentários serão aprovados por mim assim que possível, para aqueles que não possuam blogs favor usar a opção anonimo na escolha de identidade. Obrigado por sua visita, ela é muito importante para nós.

Rui Amaral Jr