A VERDADE NÃO SERIA BASTANTE PLAUSÍVEL SE FOSSE FICÇÃO - Richard Bach
Mostrando postagens com marcador A.J. Foyt. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A.J. Foyt. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Le Mans 24 Horas 1967

Dan e A.J...o champagne da vitória!
Dan ao volante e A.J comemoram!

Dan ao volante, o ressalto na capota era para sua altura, cerca de 1.90m.
A pole foi do Mark IV de Bruce McLaren/Mark Donohue
 Segundo no grid o Chaparral de Mike Spence/Phill Hill.

GRID

 Ferrari 330 P4 de Willy Mairesse/"Jean Beurlys" terceira colocada.
Esta vai especialmente para meu amigo de tantas décadas Claudinho Carignato.
Porsche 907 LH "coda lunga" de Jo Siffert/Hans Herrmann quinto  colocado.

RESULTADO 

CLASSIFICAÇÃO FINAL POR CATEGORIA

#1 Ford Mk IV  Gurney / Foyt
Prototipos 5000: #21 Ferrari 330 P4 Scarfiotti / Parkes
Prototipos 2000: #41 Porsche 907 LH          Siffert / Herrmann
Prototipos 1600: #45 Alpine A210 Renault            Vinatier / Bianchi
Prototipos 1300: #46 Alpine A210 Renault            Grandsire / Rosinski
Sport 2000: #37 Porsche 906            Elford / Pon
Sport 1300: #64         Abarth 1300 OT         Martin / Mésange
Grand Touring 5000: #28      Ferrari 275 GTB/C      Steinemann / Spoerry
Grand Touring 2000: #42      Porsche 911 S Buchet / Linge

Voltas mais rápidas:

Geral:  #3        Ford Mk IV     Mario Andretti (USA)            3:23.600         238.014 km/h

             #4        Ford Mk IV     Denny Hulme (NZ)     3:23.600         238.014 km/h

POLES POR CATEGORIA

Geral: #2 Ford Mk IV Bruce McLaren (NZ)   3:24.400         237.082 km/h

Prototype 5000: #21 Ferrari 330 P4 Scarfiotti / Parkes     3:28.900
        
Prototype 2000: #41 Porsche 907 LH          Siffert / Herrmann     3:41.600    
    
Prototype 1600: #45 Alpine A210 Renault Vinatier / Bianchi      4:12.200
        
Prototype 1300: #46 Alpine A210 Renault Grandsire / Rosinski 4:15.400
        
Prototype 1150: #53 CD SP66C Peugeot  Guilhaudin / Bertaut 4:27.400
        
Sports 5000: #62  Ford GT40      Salmon / Redman     3:38.700 
       
Sports 2000: #66  Porsche 906   Koch / Poirot 4:00.500
        
Sports 1300: #64  Abarth 1300 OT         Martin / Mésange     no time 
         
Grand Touring +5000: #9 Chevrolet Corvette Sting Ray Bondurant / Guldstrand  3:56.000    


Fontes de pesquisa e algumas fotos






Aos meus amigos Don Ricardo, Fernando, Antonio, Silvio, Oscar, Manuel e tantos outros que participam do Classic Group no Facebook.
Resolvi postar algumas fotos e resultados destas 24 Horas depois de alguns comentários de amigos após o meu post da foto de A.J no capô do Mark IV logo após a vitória, cada um sabia muito bem o que dizer, bom participar de um grupo onde a grande maioria gosta e entende de automobilismo.

Rui Amaral Jr

Dan e Foyt 50 anos depois, valeu Manuel Carvalho

terça-feira, 19 de junho de 2012

A.J. Foyt

Tive meus ídolos e heróis no automobilismo desde muito cedo, e A.J. foi um deles, assim como Clark, Tazio, Fangio, Luizinho, Camillo e tantos outros...
Lembro como se fosse hoje, na minha primeira temporada como POC - Piloto Oficial de Competição - , era assim que eram denominados os graduados na época, fiquei um pouco decepcionado com um de meus heróis. Achei que ele não era um piloto tão rápido quanto imaginava, quando o acompanhava de longe. Tempos depois, já acostumado à lida do automobilismo, voltei à admirá-lo e guardo essa admiração até hoje.
É difícil a vida de um piloto, e ela tem que ser acompanhada de determinação, garra e conhecimento, coisa que à esses homens não faltaram. Talvez tenha faltado à mim!
À eles meu reconhecimento, e gratidão, por ter visto e conhecido suas carreiras. 
Este post é de 10 de Março de 2011 e hoje senti a necessidade, ao mostrá-lo novamente, de escrever este pequeno mas sincero texto.  
A você A.J. e a todos outros grandes pilotos, minhas homenagens.    


Rui Amaral Jr  

Sua primeira corrida com um Ford.

Admiração essa é minha palavra para definir a carreira dele. Ontem no Facebook alguns amigos e eu falávamos sobre ele depois que coloquei uma frase sua ao ser perguntado quem era seu assessor de imprensa de pronto Foyt respondeu “meu assessor de imprensa é meu pé direito!” assim hoje deu vontade mostrar um pouco da carreira desse incrível piloto.
Nascido em 16 de Janeiro de 1935 na cidade de Hockley no Texas começou a correr em 1953 em corridas típicas dos EUA, Stock, Midget e outras. Sua carreira demorou a decolar, mas já no final da década era um nome consagrado nos EUA. Em 1960 vieram as primeiras vitórias de peso e daí para frente a consagração, 61 a primeira das quatro vitórias em Indianápolis as outras foram nos anos de 1964, 1967 e a ultima em 1977 já com 42 anos de idade e pilotando um carro construído por ele o Foyt/Coyote.


Indianapolis 1977 sua quarta vitória com um Foyt/Coyote. 
A.J e seu pai Tony em Indianapolis.
A.J. e seu pai Tony em um enrrosco nos Midgets.




1991 classificado na primeira fila em Indianapolis aos 56 anos 

Em 1965 sofreu o pior acidente de sua carreira, correndo de NASCAR em Riverside foi considerado morto pelo medico da pista, seu amigo e outro grande piloto Parnelli Jones reanimou-o no local. Dez semanas depois Foyt voltava às pistas para vencer ainda cinco corridas na temporada.  
No ano de 1967 correndo com outro grande piloto americano Dan Gurney venceu as 24 Horas de Le Mans pilotando o maravilhoso Ford Mark IV. 


Pilotando o Ford GT Mark IV em Le Mans 1967, na vitória com Dan Gurney.
O Mercury na vitória nas 500 Milhas de Daytona 1971.

Venceu as 500 Milhas de Daytona no ano de 1971 pilotando um Mercury.
Enfim correu e venceu em todas categorias que participou, Nascar, Stock Cars, Indy, IMSA entre outras, venceu 159 vezes e foi sete vezes campeão americano nas várias categorias. 
Piloto, construtor, dono de equipe Foyt conquistou todas as glorias possíveis no automobilismo. 
A você A.J. nossas homenagens.  










quinta-feira, 10 de março de 2011

A.J. Foyt

Sua primeira corrida com um Ford.

Admiração essa é minha palavra para definir a carreira dele. Ontem no Facebook alguns amigos e eu falávamos sobre ele depois que coloquei uma frase sua ao ser perguntado quem era seu assessor de imprensa de pronto Foyt respondeu “meu assessor de imprensa é meu pé direito!” assim hoje deu vontade mostrar um pouco da carreira desse incrível piloto.
Nascido em 16 de Janeiro de 1935 na cidade de Hockley no Texas começou a correr em 1953 em corridas típicas dos EUA, Stock, Midget e outras. Sua carreira demorou a decolar, mas já no final da década era um nome consagrado nos EUA. Em 1960 vieram as primeiras vitórias de peso e daí para frente a consagração, 61 a primeira das quatro vitórias em Indianápolis as outras foram nos anos de 1964, 1967 e a ultima em 1977 já com 42 anos de idade e pilotando um carro construído por ele o Foyt/Coyote.
 Indianapolis 1977 sua quarta vitória com um Foyt/Coyote. 
A.J e seu pai Tony em Indianapolis.
A.J. e seu pai Tony em um enrrosco nos Midgets.




1991 classificado na primeira fila em Indianapolis aos 56 anos.

Em 1965 sofreu o pior acidente de sua carreira, correndo de NASCAR em Riverside foi considerado morto pelo medico da pista, seu amigo e outro grande piloto Parnelli Jones reanimou-o no local. Dez semanas depois Foyt voltava às pistas para vencer ainda cinco corridas na temporada.  
No ano de 1967 correndo com outro grande piloto americano Dan Gurney venceu as 24 Horas de Le Mans pilotando o maravilhoso Ford Mark IV. 

Pilotando o Ford GT Mark IV em Le Mans 1967, na vitória com Dan Gurney.

O Mercury na vitória nas 500 Milhas de Daytona 1971.

Venceu as 500 Milhas de Daytona no ano de 1971 pilotando um Mercury.
Enfim correu e venceu em todas categorias que participou, Nascar, Stock Cars, Indy, IMSA entre outras, venceu 77 vezes e foi sete vezes campeão americano nas várias categorias. 
Piloto, construtor, dono de equipe Foyt conquistou todas as glorias possíveis no automobilismo. A você A.J. nossas homenagens.  

Vale conhecer mais de sua história em seu site: http://www.foytracing.com/AJFoyt/aj_bio.html   



terça-feira, 25 de agosto de 2009

FORD GT 40 NASCIDO PARA VENCER


Ford GT 40 Mark II , John Wyer Gulf .

No começo dos anos 1960 Henri Ford II fez uma proposta a Enzo para comprar a Ferrari , imagino se houve uma conversa entre os dois , dois homens difíceis , Enzo havia feito a Ferrari a sua forma e gosto e Henri após regressar da II Guerra encontrara a Ford Motor Company em uma situação difícil e com um grupo de amigos saídos como ele do exercito , mais Lee Iacocca haviam levantado a empresa . Proposta não aceita partiu a Ford para construir um carro que lhe desse o prestigio buscado no mundo automobilistico , e principalmente vencer as 24 Horas de LeMans , que junto com as 500 Milhas de Indyanapolis e o GP de Mónaco eram as corridas de maior prestigio .

Ford GT 40 , modelo J , vencedor de Le Mans em 1967 com A.J. Foyt/Dan Gurney .

Assim nasceu esse carro , depois de idas e vindas com um motor Cobra de 4.7 L , começou a ser competitivo , venceu sua primeira corrida em Daytona com Ken Miles/Lloyd Rubi no ano de 1965 .No ano de 1966 já modificado , e usando um motor de 7 L e a denominação Mark II , vence inúmeras corridas e finalmente bate as Ferraris em Le Mans , tendo a pilota-lo ninguém menos que a dupla Bruce MacLaren/Chris Amon . Em 1967 repete a vitória em Le Mans com A.J Foyt/Dan Gurney com um Mark IV evolução do GT 40 . 1966 vence novamente Le Mans com outra dupla sensacional Lucien Bianchi/Pedro Rodrigues . Em sua ultima participação em Le Mans vence novamente com a dupla Jacky Ickx/Jack Oliver . Como se vê a Ford não polpou recursos , contratando os melhores pilotos da época para tocar sua máquina .

Le Mans 1969 ,um Johon Wyer Gulf , tendo atrás um Alpine .

Primeiro , segundo e terceiro , ele nasceu para vencer .

Um GT 40 em Daytona no ano de 1965


Em 1970/71 eu sentei na cabine de um GT 40 pertencente a Luiz Antonio Greco , o que mais me impressionou foi sua posição confortável de pilotagem , e aquele velocímetro , relegado ao lado esquerdo do painel , não se usa um em pista , mas que marcava 350 KM/H .

Seu monobloco em alumínio de aviação .
O motor Ford de 4.7 L .
NT. No ano de 1966 o grande piloto americano Ken Milles , veio a falecer em virtude de um acidente com um GT 40 Mark II 7 L na pista de Riverside - Califórnia . Ele que foi o grande piloto de testes desse carro .